arquivo

Redes Sociais

Se tem uma coisa que eu adoro, são catálogos de moda.

Mas não me refiro àqueles cadernos com arame, com páginas e mais páginas de roupas e acessórios em fundo infinito a lá Avon.

Digo sobre os verdadeiros livretos, booklet, fotolivros, de grifes famosas, que só encontramos em institutos de beleza ou consultórios refinados. Aqueles catálogos que só servem pra olhar e apreciar, as cores, a qualidade do papel, a beleza dos modelos magricelas em suas posições contorcionistas, com roupas que todo mundo acha lindo mas ninguém usa. É, eu adoro esses catálogos. Folhea-los como se eu fosse uma ryca, que entende a simetria dos cortes das peças, com uma feição de “talvez eu compre este, este e aquele”. Só fingir, que mal tem?

Mas deixando de embromation, a grife Espaço Fashion – que conta com lojas em várias capitais do Brasil – teve a brilhante idéia de montar em seu site um aplicativo – criado pela 6D Estudio – que permite o usuário criar seu próprio catálogo, como uma forma de divulgação de sua nova linha de verão, inspirado nas viagens pela BR-101 (estrada que corta o litoral ligando o Rio de Janeiro a Santos) nos anos 50.

Funciona assim, no site você encontra 5 videos de duas modelos em ensaios fotográficos com as roupas da grife, o que você tem de fazer, é clicar as fotos – ou seja, também é super legal pra quem gosta de fotografar – tentar pegar as melhores capturas, e depois organizar as fotos em um catálogo, onde você pode também escolher a cor de fundo, aplicar efeitos, p&b, adicionar carimbos e escritas, girar as fotos e posicioná-las da forma que quiser, depois salvar seu catálogo e mostrar prazamigas, publicar no face e outras mídias. Enfim, está feito o divertimento do usuário e a publicidade da marca. Vale muito a pena perder uns minutinhos nesse site.

Aproveite e confira o catálogo que eu fiz:

http://www.espacofashion.6d.com.br/#/catalogo/galeria/id=5235/

Estou na moda? Isso combina? Dá pra usar isto naquela ocasião? Estou muito básico? Estou exagerado? O que usar? O que vestir? Como? Onde? Porque?

Perguntas e mais perguntas rodeiam a cabeça da maioria das pessoas sempre que vestem uma roupa. Principalmente das mulheres, que se preocupam mais com a aparência. Porém, atualmente, esse quadro está se revertendo. Os homens estão se cuidando muito mais do que antes, isto é visível. A emergência dos metrossexuais impulsionou o mercado, que precisou se moldar e reinventar para atender as novas demandas desse público exigente. Homens que cuidam da pele, cabelo, unhas, que se preocupam com o corpo e com a beleza. Vão ao cabeleireiro, fazem massagens, tratamentos estéticos, se preocupam com roupas e acessórios. E ao contrário do que os machistas, ogros e adeptos da não frescuragem pensam, as mulheres reparam e gostam desses cuidados. Alguns ignorantes ainda confundem metrossexualismo com homossexualismo. Geralmente funciona assim, Todo gay é metrossexual, mas nem todo metrossexual é gay (Rsrs…). O termo “Metrossexual” surgiu pela junção das palavras “metropolitano” que significa, homem que vive em grande cidades, e sexual (sexo, sexo, sexo). Um exemplo de metrossexual assumido (Ui…) é o conhecido David Beckham, que passa grande parte do dia fazendo compras, arrumando as unhas, preocupado com o cabelo… afinal ele tem uma imagem a zelar e esse é ponto chave. Marcas famosas, carros do ano, aparelhos sofisticados, design de ultima geração, vinhos raros, perfumes importados, aparência impecável são pontos que se destacam em um metrossexual.

Na internet é notável o número de sites, portais e fóruns voltados para os homens que se cuidam. Serviços como depilação, fazer a sobrancelha, cosméticos, tratamentos de pele e cabelo a cada dia aumentam com a procura dos mesmos. Uma rede social aqui já citada, a byMK tem um espaço voltado especialmente para os homens que querem se sentir melhor e se preocupam consigo.

Mulher repara muito mais e nota a diferença de um homem que se cuida. Que mulher não vai preferir um homem arrumado, bem vestido, cheiroso, bem apresentável ao seu lado? Ser macho não precisa ter unhas encravadas, chulé, rosto oleoso com espinhas, cabelo mal cuidado, barba por fazer, pelos por toda a parte do corpo. Seja sofisticado, invista em sua imagem e quanto ao seu lado macho… se garanta na pegada!

Um beijo com Manteiga de Cacau (para não ressecar os lábios) Rsrsrs…

Xoxo.

Seguindo a febre de redes sociais resolvi falar sobre uma das minhas redes sociais preferidas, que por ironia do destino tem relação direta com a moda. O Looklet é uma rede onde possibilita a criação de estilos. Tem o formato parecido com os de jogos de meninas que vemos por aí, estilo vista-a-barbie-para-a-festa. Mas a sacada é que dispõe de muitas peças para você emperequetar as modelos que vem definidas, com poses diferentes, expressões diferentes, até mesmo penteados diferentes, e você realmente consegue vesti-las, com roupas baphonicas de grifes famosérrimas, que é claro, são disponíveis para vendas. Propaganda pra quê te quero. Depois de feito tudo isso, você ainda pode escolher o cenário de localidade da modelo e adicionar efeitos. A brincadeira se torna um verdadeiro editorial de moda de revistas famosas, o que me fez gostar ainda mais, pra quem fotografa. Ou seja, pra quem quer se sentir um John Galliano de vez enquando né, pelo menos na imaginação.

Apesar de inglês, a interface do site é super clean, tendência. Pra quem como eu não gosta daqueles sites de moda completamente bagunçados de tanta informação. Então fica fácil seguir os caminhos e criar uma linda conta, mas pode fazer de graça também, adicionar azamigas, ou apenas ficar curtindo os styles de pessoas do outro lado do mundo e ver quem curte seu estilo ou tem aquele gosto parecido com o seu. E tem cada estilo mais estranho lá, que faz até Lady Gaga parecer humilde.

Outra graça do negócio são os concursos oferecidos pelo site, onde os usuários são desafiados a criar um look de acordo com temas passados pela equipe do site, e os vencedores ganham acessórios e descontos para a compra dos produtos originais usados nas suas criações. O difícil é ganhar de tanta concorrência.

Mas fica a dica baphoo pra você ir lá e dar uma conferida, é viciante.

As redes sociais da internet estão se multiplicando em uma velocidade tão rápida que a solução tem sido categorizar, criar uma rede especifica para determinado assunto. Agora você não precisa mais ficar procurando por interesses no Facebook ou participando de comunidades do Orkut, a solução é as chamadas redes sociais verticais, que nada mais são que redes que abordam um assunto especifico, ou seja, todo mundo lá tem alguma coisa em comum que é o assunto principal.

Como este digníssimo blog trata sobre o mundo de quem está up, na moda, a dica hot é a rede byMK. Read More